Adriano Miranda

AdrianoMiranda

NOME: Adriano Miranda
IDADE: 31
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE: Natal (RN)
FORMAÇÃO: Cirurgião-dentista
ATUAÇÃO NA CERVEJA: Cervejeiro caseiro e Presidente da ACervA Potiguar
BLOG/SITE: https://www.facebook.com/acervapotiguarrn
TWITTER: Não possui
FACEBOOK: https://pt-br.facebook.com/adriano.bozo.5
INSTAGRAM: Não possui

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Não votou.

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Seasons Green Cow.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Confesso que esse ano estou sem propriedade para falar de Weizens brasileiras.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Continuo na Way Amburana Lager, seguida de perto pela Dama 2014.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Curto muito a Struise Pannepot e encontrá-la em supermercados da minha cidade foi uma grande surpresa. Mas tomei uma Fruit Beer chamada Garden of Eden, da To Øl, que me impressionou bastante.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Não respondeu

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
Não tem como fugir das IPAs.

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Samuel Adams Boston Lager, cerveja excelente com preço compatível ao mercado americano.

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
Bodebrown/Stone Cacau IPA.

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Barbarium, em Curitiba (PR); novamente voto na casa. Atendimento excelente e staff atencioso, comida maravilhosa, seleção musical impecável, shows com bandas muito boas e uma parede de torneiras (a grande maioria nacional, vale salientar) para passar a noite no balcão. Não tem como não ser fã.

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
Brewdog Bar (SP).

9) Melhor cerveja caseira
Tomei uma Saison escura do amigo Rodrigo Campos, de Fortaleza – a Bouquet de Houblon Saison Noire, que me veio à mente logo que li essa pergunta. Esse ano também tive a felicidade de produzir uma cerveja muito boa, que foi uma Strong Golden Ale com doce de leite que ficou bem acima da média e vale uma menção.

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Podem ser todas as De Struise que ainda não vendem aqui?  kkkk.

11) Melhor blog ou site cervejeiro
O site da Revista Beer Art.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Grand Cru da DUM.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
Tendo churrasco no meio, sempre há espaço para boas cervejas.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Encontro Nacional das ACervAs, sempre!

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
Uma cervejaria que não conhecia e curti bastante esse ano foi a Noi.

16) Melhor fato cervejeiro
Esse ano nós tivemos cervejas brasileiras arrebentando nos melhores concursos mundiais, inclusive com medalha de ouro na World Beer Cup. Ano extremamente importante para firmar o Brasil como nova potência cervejeira.

17) Pior fato cervejeiro
Recentemente vi uma coisa que nunca tinha presenciado no setor cervejeiro artesanal brasileiro; as até então unidas microcervejarias passaram a se atacar após aprovação de uma proposta da Abraceva no Congresso. Não entro na competência se proposta se foi boa ou ruim e o benefício da mesma, mas gerou uma rusga até então nunca presenciada.

18) Previsão cervejeira para 2015
Acredito, mais ainda do que em 2014, que o Brasil será a nação das cervejas colaborativas em 2015. Estamos cada vez melhores e isso anda abrindo o olho de muita gente grande.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
Questão complexa. Hoje vemos grandes empresas querendo entrar no boom das cervejas artesanais. Acho que deveriam se basear na definição de palavra e regularizar pela quantidade produzida em litros, outros parâmetros serão sempre dúbios.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Samuel Cavalcanti da Bodebrown. Não a toa foi convidado para fazer cerveja na Inglaterra, servida em mais de 900 pubs.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Tudo que é supervalorizado tende a ser mais caro e acredito que não necessariamente a cerveja artesanal deveria tomar esse caminho. Sempre haverá cervejas caras, devido a ingredientes exclusivos ou longos períodos de maturação, mas a cadeia cervejeira tende a caprichar nos preços e culpar a carga tributária. Devíamos lutar por uma cerveja acessível a todos, como é nos EUA.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja no Brasil?
Estamos caminhando pra isso, mas precisamos pensar em toda a cadeia e não apenas nos donos de negócios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s