Bianca de Lena

BiancadeLena

NOME:  Bianca Bourseau De Lena
IDADE: 30 Anos
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE:  Rio de Janeiro (RJ)
FORMAÇÃO:  Senac/Doemens / Science Of Beer / Instituto da Cerveja (em andamento) e outros cursos livres.
ATUAÇÃO NA CERVEJA:  Sommelier no Pub Escondido, CA (RJ)
BLOG/SITE: não possui
TWITTER: http://twitter.com/biancalena
FACEBOOK: https://www.facebook.com/bianca.delena
INSTAGRAM:  http://instagram.com/bialena

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Bodebrown Wee Heavy envelhecida em carvalho francês.

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Tupiniquim Extra Fancy IPA.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Fraga Weiss.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Bamberg Camila Camila.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Green Flash Brewing.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Pilsner Urquell.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
IPA.

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Qualquer rótulo da Bodebrown.

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
Tupiniquim Polimango (nacional e estrangeira ao mesmo tempo, uma colaborativa entre a sueca Omnipollo e a Tupiniquim, de Porto Alegre).

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Pub Escondido, CA (RJ)    :p

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
Pub Escondido, CA (RJ)    :p

9) Melhor cerveja caseira
Carnabier da Fernanda Freitas (RJ). Era pra ser uma Red Ale,  mas propositalmente ela colocou mais malte Carared, então ficou mais escura. Fugiu um pouquinho do estilo porque acabou ficando mais alcoólica! Devo dizer que a cerveja foi elogiada e aprovada pelo cervejeiro Leonardo Botto! Parabéns, Fernanda!!!

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Stone Brewing Co.

11) Melhor blog ou site cervejeiro
All Beers.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Tupiniquim Extra Fancy IPA.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida
Hamburguer e cerveja.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Embora não seja de origem brasileira, o Mondial de la Bière Rio foi um p… evento, que uniu todo um Brasil com suas cervejas, bem organizado. Trouxe para um só lugar centenas de rótulos, novidades e lançamentos, premiando nossas cervejas, se tornando notícia nos principais veículos de comunicação, atraindo todo tipo de público.

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014
Foram várias, medalhas nunca antes conquistadas, união das micros para tentar melhorar as condições e impostos, micros conseguindo espaço e notoriedade das cervejas artesanais em inúmeras reportagens. Muitos rótulos colaborativos com cervejeiros internacionais e o reconhecimento da nossa boa cerveja. Enfim, fomos notados.

16) Melhor fato cervejeiro
Grande número de prêmios conquistados no exterior por cervejarias brasileiras, como a Wäls, cuja Dubbel levou ouro na World Beer Cup, a Copa do Mundo da cerveja, realizada a cada dois anos nos EUA.

17) Pior fato cervejeiro
Derrota do PLC nº 221/12 (previa a inclusão das micros no Simples)

18) Previsão cervejeira para 2015
Mais bares, mais cervejarias nascendo, cervejarias de massa tentando se adequar lançando rótulos como Wit, IPA etc para competir com as artesanais. Acho que pode balançar nosso mercado de alguma forma, mas creio que superaremos.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
É um fenômeno original e tradicionalmente ligado a famílias imigrantes que têm origem alemã ou inglesa e atualmente atrai pessoas de todos os tipos pelo desafio quase alquímico de produzir esse líquido mágico. Pessoalmente, foi o subterfúgio contra a mesmice das cervejas em massa, foi a coragem de fazer cervejas nunca antes conhecidas por aqui, investir, persistir e fazer o mercado aparecer e se multiplicar. Acho que foi a desmitificação do conto de mentirinha que as grandes cervejarias nos mostravam. Foram trazidos ao público uma nova (e verdadeira) história, rótulos, sabores, harmonizações e um mundo de variedades antes obscuro, gerando microcervejarias e profissões ligadas à cerveja artesanal. Isso fez com que muita gente largasse seus empregos e seguisse outro caminho profissional, unindo a paixão e modificando os hábitos dos brasileiros.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Não sei se existe uma pessoa específica, as AcervAs espalhadas pelo Brasil… e cada cervejeiro artesanal que não desistiu.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Persistência, participar mais de  perto as melhorias para o desenvolvimento, investir em serviço, qualidade e atendimento. melhoria na liberação dos produtos, tentar passar o máximo de aprendizagem possível sobre cervejas artesanais, mostrar para os leigos (ainda) que qualquer cerveja é uma “cerveja normal”, enfim… seguir por aí conquistando mais pessoas para provar o que fazemos com muito carinho.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja artesanal no Brasil?
Talvez, se tivermos taxas baixas, formos incluídos no Simples… Particularmente eu trabalho e me sustento dentro do segmento de cervejas artesanais. mas ainda falta um pouco para esse mercado se abrir completamente. Talvez falte a derrubada do preconceito com as cervejas artesanais e ampliação da orientação do que elas representam para estabilizar nosso segmento. Vamos conseguir… com muita sorte, paciência, persistência, novidades para todos os cervejeiros caseiros, microcervejarias, sommeliers e todos os apaixonados por nossa cerveja artesanal!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s