Bruno Cardoso, Marcelo Crosta e Samuel Faria

BrunoCardosoMarceloCrostaeSamuelFaria

NOME: Cervejaria Landel (Bruno Cardoso; Marcelo Crosta; Samuel Faria)
IDADE: 1 ano (Bruno: 31 anos; Marcelo: 30 anos; Samuel: 37 anos)
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE: Campinas – SP
FORMAÇÃO: Bruno é Biólogo – Unicamp, Mestre em Biotecnologia – UFSCar e cervejeiro caseiro desde 2012; Marcelo é Biólogo – Unicamp, Sommelier de Cerveja – ABS-SP e cervejeiro caseiro desde 2012; Samuel é Analista de sistemas – UCP, Sommelier de Cerveja – ABS e Mestre em Estilos – ICB.
ATUAÇÃO NA CERVEJA: Os 3 em 2014 fundaram a Cervejaria Landel.
BLOG/SITE: www.cervejarialandel.com.br
TWITTER: Não possui
FACEBOOK: www.facebook.com/cervejarialandel
INSTAGRAM:  instagram.com/cervejarialandel

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Pelo fato de ser uma excelente cerveja, de ter na fórmula um insumo nacional e de ser sempre uma grata surpresa quando degustada, mesmo em garrafas, conseguindo manter suas qualidades sensoriais: Hop Arabica da Morada Cia Etílica.

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Júpiter IPA. A coragem de produzir e viver de uma cerveja não pasteurizada, garantindo sua qualidade em um mercado não preparado para isso, nos dá a oportunidade de consumir um produto de aroma e paladar preservados e frescos sempre.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Muitas Weissbiers consumidas não estavam lá em sua melhor forma. A Dama Weizenbier foi o exemplar degustado mais consistente, clássico e fácil de se encontrar.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Burgman Casa Nova. Uma Lager de base clássica, porém com toques que a deixam mais refrescante e interessante, como a lupulagem extra de amargor e o dry hopping de Motueka.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Vixe, quanta coisa boa… Bom, deveria ser a Ballast Point Sculpin IPA se as que tivesse consumido por aqui estivessem como as de lá, ou a Harviestoun Ola Dubh 40 se já não estivesse praticamente extinta, então leva a boa e “velha” Anchor Old Foghorn.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Pouquíssimo espaço amostral para uma votação minimamente justa.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
De longe, Session IPAs! Além de ter a oportunidade de tirar diariamente uma direto do tanque (é um trabalho difícil, mas alguém tem de fazer), vários produtores colocam suas leituras em linha, comprovando que nossa aposta estava certa e que o estilo veio para ficar.

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Way American Pale Ale. Fácil de achar, de beber e de pagar.

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
Pode ser nacional e estrangeiro? Nacional não é fácil de achar, mas a Suméria Angry Nuts é uma deliciosa, refrescante e equilibrada IPA com avelãs. Estrangeiro Tripel Karmeliet, de qualidade indiscutível e impressionantemente fresca sempre que degustada pelo Brasil afora.

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Levando em consideração apenas o respeito ao principal produto de um bar, a cerveja, Barley Club em Souzas. São 12 torneiras rotativas que saem direto da parede da câmara fria atrás do balcão. Barris e mangueiras 100% do tempo refrigerados são raros e merecem menção.

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
O FrangÓ não falha! Um clássico com chopes bem tirados, do jeito certo mas sem frescuras.

9) Melhor cerveja caseira
Excelentes caseiras pipocando por todos os lados, não dá pra escolher uma só. Fugindo das óbvias premiadas nacionais (Oberkorn do Alexandre Lewis Xerxenevsky, Strong Scotch Ale do Ricardo Zambelli, Pumpkin Ale com canela, noz moscada, gengibre e cravo do Marcelo Daniel Silveira, a Foreign Extra Stout do Caio Rodrigues de Santi), menção a todas do núcleo do C5 de Campinas e a APA da Manobier do ES.

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Essa está cada vez mais difícil de ser respondida, graças a bons importadores e ao amadurecimento do mercado. Desculpem se a escolhida já estiver por aqui. Mikkeller Nelson Sauvignon, uma Belgian Strong Ale com brettanomyces, envelhecida em barris de vinho branco austríaco. Pena ter trazido só uma garrafa…

11) Melhor blog ou site cervejeiro
Guia Cervejeiro, por unir os melhores artigos dos melhores sites e blogs cervejeiros do Brasil.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Muito bacana todo o  conceito da Jeffrey The Duck.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
Consolido o conceito toda vez que  harmonizo uma Belgian Blond Ale com fettuccini ao molho de camarão e limão siciliano.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Ainda acho o Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau (SC), o evento a ser batido, mas o Slow Brew Brasil em Ribeirão Preto (SP) está no caminho certo. Os dois eventos foram excelentes tanto para os produtores e profissionais do ramo quanto para o consumidor.

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
Petainer! A possibilidade de qualquer produtor levar seu chope a qualquer lugar do País, sem precisar se preocupar com logística reversa é fabuloso. Assim que o preço cair e a tecnologia alcançar mais adeptos, vai transformar o mercado de chope.

16) Melhor fato cervejeiro
Abracerva e sua atuação inicial. O primeiro passo foi dado.

17) Pior fato cervejeiro
Política, oportunismo, falta de ética, …  A maioria de “piores fatos” aconteceram pela desunião da categoria. Ao sair da posição cômoda de críticos, deixarmos os egos de lado e realmente trabalharmos para o coletivo, todos ganharão e próximos grandes passos poderão ser dados.

18) Previsão cervejeira para 2015
O aquecimento do mercado vai gerar mais produtores, mais profissionais, mais política, mais oportunismo, mais falta de ética, … Apenas bons planejamentos e trabalhos sérios e sólidos perdurarão, porém 2015 promete ser uma selva.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
Tem de ter a ver com volume, porém bem menor que os definidos nos EUA e agora no Brasil (nova legislação). Uma empresa que produz mais de 300 Hl/mês, precisa de técnicas, processos e equipamentos industriais que já não condizem com um conceito de artesanal.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Marcelo Carneiro da Rocha, da Colorado. Para colocar a cara a tapa, reservar tempo e dinheiro do próprio bolso para representar uma categoria ainda desunida e sem foco, é preciso coragem.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Não deixe a paixão pela cerveja cegar suas decisões de negócio e não deixe o seu negócio sufocar sua paixão pela cerveja.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja no Brasil?
Absolutamente sim. Uma das maiores empresas do país e uma das maiores do mundo é uma cervejaria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s