Jayme Figueiredo

JaymeFigueiredo

NOME: Jayme Figueiredo
IDADE: 28
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE: Rio de Janeiro (RJ)
FORMAÇÃO: Advogado
ATUAÇÃO NA CERVEJA: Sommelier de cervejas (World Brewing Academy), mestre em estilos e avaliação (Siebel Institute of Technology) e editor do Taberna do Mamute
BLOG/SITE: http://www.tabernadomamute.com.br
TWITTER: https://twitter.com/tabernadomamute
FACEBOOK: https://pt-br.facebook.com/TabernadoMamute
INSTAGRAM: http://instagram.com/tabernadomamute

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Já comecei me complicando. No primeiro semestre, a Three Monkeys Golden Ale, e no segundo a 3Cariocas Session IPA Nema. Cervejas de grandíssimos amigos meus e que escolhi para comemorar duas grandes datas minhas nesse ano!

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Session IPA Nema da 3Cariocas.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Considerando Weissbier como cerveja primordialmente de trigo, independentemente de origem, a Niña da Jeffrey. Gostei legal também da Thai, weiss com gengibre da Barco.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Heineken. Disparada a que mais bebi nesse ano.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Tripel Karmeliet, jogada de segurança sempre.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Tipsy Gypsy da Gypsy Inc.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
Premium Lager, seguido de IPA.

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Fico com a Therezópolis Jade, uma IPA de uma grande indústria e muito bem feita pelo amigo Gabriel Di Martino.

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
3Cariocas Session IPA Nema.

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Meu bar continua sendo o Brewteco, o agora já famoso e concorrido Brew. De brewpub, é a Cervejaria Nacional em SP.

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
Não votou.

9) Melhor cerveja caseira
As 4 levas de Session IPAs da 3Cariocas que originaram a Session IPA Nema.

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Vou repetir o voto do ano passado, já que sequer ouvi rumores de que essa vontade se realizaria. Goose Island de Chicago.

11) Melhor blog ou site cervejeiro
Zythophile do Martyn Cornell, para mim o melhor autor cervejeiro do mundo.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Gostei demais da ReinheitsgeWHAT?, colaborativa entre Abadessa e Seasons.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
Cervejas e queijos.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Mondial de la Bière no Rio.

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
Não é tanto novidade, mas o melhor domínio das cervejas maturadas em barris de madeira, especialmente as da Bodebrown.

16) Melhor fato cervejeiro
Sem nem ter que pensar duas vezes, a medalha de platina recebida pela 3Cariocas com a Session IPA Nema no Mondial de la Bière aqui no Rio! Não falei no ano passado que meus meninos iam arrebentar? Toma essa!! Mas, as medalhas da Wäls no WBC também foram sacanagem, hein!

17) Pior fato cervejeiro
Antes, as cervejarias brasileiras só investiam em Pilsens, Weizens e algum rótulo escuro. Agora todas focam nas IPAs e/ou cervejas amargas (lembrando que pouquíssimas são realmente boas). Estamos trocando uma coisa por outra. Sim, agora é legal, pois todo mundo está na vibe das americanas, mas e quando passar? Vamos correr atrás do carro de novo, sempre?

18) Previsão cervejeira para 2015
Maior participação das grandes indústrias no mercado de cervejas premium. Esse finalzinho de ano com a Bohemia investindo em 4 rótulos, pra mim, já foi a dica do que vem por aí.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
Cultura e amizade.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Confesso que não gosto muito da pergunta. No atual estágio de mercado brasileiro, acredito que a personificação de uma pessoa como a pessoa que mais trabalhou é um tanto estranha. Muitos trabalharam duro, com resultados diversos. O que precisamos é de união de todos, tecla tão batida nos últimos anos. Então, meu voto é coletivo. Para todos que investiram tempo e dinheiro para fazer esse meio crescer e se tornar cada vez mais interessante e atraente, seja culturalmente ou financeiramente.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Organização, comprometimento e trabalho duro. Tá faltando ainda bastante disso nesse meio.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja no Brasil?
Depende. Com a qualificação certa, muito trabalho duro, determinação e aproveitando as boas oportunidades que aparecem, sim. Mas, se quer a mamata e só beber cerveja de graça, vai rodar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s