Carlos de Manuel, Ricardo Seara e Sandro Singer

CarlosdeManuelRicardoSearaeSandroSinger

Na foto, da esq. para a dir., Sandro Singer, Ricardo Seara e Carlos de Manuel

 

NOME: Carlos de Manuel, Ricardo Seara e Sebastião Singer
IDADE: 38, 37, 37
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVEM: Curitiba (PR)
FORMAÇÃO: Marketing, Tecnologia da Informação e Administração, respectivamente
ATUAÇÃO NA CERVEJA: Cervejeiros caseiros e sommeliers de cerveja, proprietários da marca Ogre Beer.
BLOG/SITE: http://www.ogrebeer.com.br
TWITTER: não possuem
FACEBOOK: https://www.facebook.com/ogre.beer
INSTAGRAM: não possuem

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Palta Red Planet. Combinação simples mas muito bem sacada e equilibrada de Lupulo Sorachi Ace numa Red Ale. Impossível tomar uma só.

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Seasons Green Cow ainda comanda, mas seguida de perto pela Holy Cow (também da Seasons) e Schorstein.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Baden Baden Weiss, pela constância.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Ogre Beer Caldo de Bituca. As levas produzidas este ano nos fizeram deixar a modéstia de lado. E também a Providência Dunkel, para tomar de tonel.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Orval continua sendo única em sua categoria.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Pilsner Urquell. Clássica.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
Votos divididos entre os 3 aqui. Das Lagers foram bastante Rauchbiers e Dunkels. Entre as Ales, IPAs, Witbiers e Red Ales (esta ultima gracas à Palta).

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Schornstein IPA.

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
Eisenbahn Strong Golden Ale foi a mais surpreendente experiência na pressão este ano.

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Barbarium Pub em Curitiba (PR).

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
No Festival em Blumenau. Nada como um chope tirado pelos próprios cervejeiros.

9) Melhor cerveja caseira
Não bebemos muitas, mas a Mutum Cavalo, da Ignoru’s Beer de Curitiba, e algumas da Ozean de Paranaguá se destacaram.

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
A New Belgium e Dogfish Head fariam bonito por aqui. E a Unibroue já está demorando a voltar.

11) Melhor blog ou site cervejeiro
Allbeers.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Unibroue. Continua servindo de inspiração, embora nossa linha de comunicação tenha personalidade totalmente diferente.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
Gostamos bastante da combinação entre a nossa Chaparrita e um belo ceviche.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau (SC).

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
Sem voto nessa categoria.

16) Melhor fato cervejeiro
Localmente no Paraná, foi a aproximação da Procerva (associação das cervejarias do Paraná) com o time do Ministério da Agricultura (Mapa). A troca de experiências foi bastante positiva para ambos os lados.

17) Pior fato cervejeiro
Resolução que muda a tributação, aumentando a já elevada carga de impostos para os pequenos cervejeiros. E como se isso já não fosse ruim o bastante, gerou improdutiva controvérsia entre as cervejarias (pelo fato de que foi divulgado em diversos meios que seria bom para o setor, sendo que na verdade para a maioria das artesanais haverá aumento e não desoneração na carga de impostos).

 Previsão cervejeira para 2015
O ano deve ser duro, com pressão nos custos por conta da alta da inflação e dólar, além do aumento na tributação. O ambiente econômico também não deve ajudar e o mercado cervejeiro pode perder velocidade de crescimento.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
A cerveja onde a experiência sensorial é o que conta, cuja receita é definida pelo paladar do mestre cervejeiro (e não por sua vaidade ou pela decisão do departamento financeiro da cervejaria).

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Há gente demais trabalhando duro para escolher um só nome.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Precisamos de um mercado cada vez mais livre da pesada mão do Estado. Isso vale para qualquer área da economia, e se for mais aplicado ao mercado de cervejas artesanais, todos só têm a ganhar: consumidores, produtores, fornecedores, profissionais da área…

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja no Brasil?
Sim. Só não é nem um pouco fácil e requer paciência e muita perseverança pois as barreiras para ser empreendedor neste País são enormes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s