Ricardo Rosa

RicardoRosa

NOME: Ricardo M. S. Rosa
IDADE: 46
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE: Rio de Janeiro (RJ)
FORMAÇÃO: Doutorado em Matemática
ATUAÇÃO NA CERVEJA: cervejeiro caseiro
BLOG/SITE: http://www.cervejarte.org/blog
TWITTER: não informou
FACEBOOK: não informou
INSTAGRAM: não informou

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
A “melhor” é uma questão de momento, difícil dizer. Mas uma que curto bastante e é um exemplo de cerveja bem elaborada é a Wee Heavy, da Bodebrown.

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Mistura Clássica Vertigem IPA.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Fraga Weiss.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Varia de momento. Gosto muito da Bierland Vienna, da Morada Double Vienna, da Backer Três Lobos American Pilsen, da Bamberg Doppelbock e da Mistura Clássica Georgia.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Ballast Point Sculpin IPA, de San Diego, CA.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Bebi poucas, não sei dizer.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
India Pale Ale.

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
A Três Lobos American Pilsen, da Backer (MG).

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
Mistura Clássica Vertigem IPA.

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Pub Escondido, CA, pela maior variedade, rotatividade e qualidade de chopes oferecidos, além de ter hambúrgueres deliciosos.

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
Sei lá, não fiquei medindo isso.

9) Melhor cerveja caseira
Adorei uma Saison com pitanga que tomei em um dos encontros da ACervA Carioca, mas infelizmente não lembro de quem era. Alguém aí se identifica?

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Como tem muita cerveja diferente e “a melhor” é muito de momento, vou me permitir citar mais de uma: a Easy Jack, uma session IPA, de 4,5%, da Firestone Walker, de Paso Roble, CA., e, no outro extremo, as várias cervejas envelhecidas em Barril da The Bruery, de Placentia, na grande Los Angeles, CA, em particular a Melange 3, de 16,9%.

11) Melhor blog ou site cervejeiro
All Beers. Gostava de alguns outros blogs também, mas depois que eles colocaram aquele pop-up insuportável de curtir do Facebook, que nem funciona direito em todas as plataformas ou aplicativos, parei de lê-los.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Me amarrei no novo design da Hopium, da Confraria do Marques/Colarinho.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
Imperial IPA com joelho de porco, seguidos de uma bela siesta, é claro.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Eu perdi o Encontro Nacional das ACervAs desse ano, na Bahia, mas tenho certeza que foi o melhor, como todos os anos.

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
O crescimento de cervejarias e de marcas de cervejas no Rio de Janeiro, que finalmente está se mexendo e fazendo coisas muita bacanas. O crescimento de lojas especializadas em cerveja no Rio também é surpreendente. Em termos de receita ou técnica, adorei ver a Way começar a produzir cervejas azedas/selvagens.

16) Melhor fato cervejeiro
Acho que um fato positivo foi a redução, no Rio, do ICMS. É um passo pequeno, mas emblemático. Mas o fato mais marcante foram os prêmios da Wäls na World Beer Cup.

17) Pior fato cervejeiro
Há várias dificuldades no meio, mas não lembro de nada em particular que tenha sido especialmente problemático em 2014. Deixo pra quem trabalha no ramo responder.

18) Previsão cervejeira para 2015
O Bob vai aumentar ainda mais o número de perguntas na enquete! 😉

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
A feita em casa. Em termos de produção industrial, acredito mais em classificação por volume de produção, como nano, micro etc., e forma, como brewpub, independente de uns fazerem com “coração” ou “espírito” artesanal.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Acho que várias pessoas trabalharam bastante, principalmente em relação às discussões para as novas regras do Ministério da Agricultura (Mapa). Mas eu gostaria de citar outra pessoa, o David Figueira, do Lamas, de Campinas, que tem, em sua loja, desenvolvido produtos inovadores para os cervejeiros caseiros, como os equipamentos de inox, por exemplo, e também vem desafiando o monopólio de insumos e trazendo abertamente uns maltes excelentes,  enriquecendo o movimento.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Como pesquisador, a necessidade e vontade de entender todas as partes do processo.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja no Brasil?
Acredito que sim, basta olhar que tem várias pessoas que vivem disso. Para mim é mais um hobby, então não posso falar por experiência própria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s