Priscilla Colares

PriscillaColares

NOME: Priscilla Colares
IDADE:
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE: Belo Horizonte (MG)
FORMAÇÃO: Administração / Comércio exterior
ATUAÇÃO NA CERVEJA: Sommelière de cervejas e voluntária da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva)
BLOG/SITE: não possui
TWITTER: https://twitter.com/pricolares
FACEBOOK: https://www.facebook.com/pricolares
INSTAGRAM: http://instagram.com/pricolares_

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Fechei os olhos e tentei lembrar uma que arrasou meu coração (foram várias…), mas a Pezão Session Cacau, receita produzida pela Wäls em parceria com Hipper Frios (empório de BH) veio de estalo. A cerveja ficou maravilhosa, aromática e super saborosa. Gostaria muito que fosse produzida novamente!

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Grimor 14, da Cervejaria Grimor/ Inconfidentes. Tomei recentemente e a ideia deles é a cada vez fazer a receita com um lúpulo diferente. O perfume e sabor de lúpulo era tão fresco que foi a minha escolha para melhor IPA. Super equilibrada e deliciosa. Acredito que foi a do primeiro lote, pois não encontrei na garrafa informação do lúpulo utilizado.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Cerveja do Monge. A maioria dos amantes cervejeiros de Minas conhece o Célio e sua deliciosa Weiss. Para os que não conhecem, vale a prova quando estiverem por BH.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Wäls Bohemia Pilsen. Minha escolha vai para a Lager que eu mais bebi no ano todo. Como moro em BH, tenho a chance de poder tomá-la sempre fresquinha no Tasting Room ou no Stadt Jever. Adoro o perfume do Saaz nessa cerveja.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Sorachi Ace, Brooklyn Brewery. Uma bela cerveja que eu não consigo cansar de beber! Amo de paixão.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Brooklyn Lager, excelente cerveja e muito bom custo x benefício.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
Bohemian Pilsen. É até engraçado chegar no Stadt Jever, sentar no bar e os meninos já me perguntarem se quero uma Bohemian Pilsen ou já me falarem que acabou… Adoro essa cerveja. Também bebi bastante Session (Wäls, Burgman e Landel). Acredito que as cervejas menos alcoólicas têm muita similaridade com a cultura, clima e a forma de beber dos brasileiros.

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Tomar cervejas locais é bom por vários motivos, inclusive financeiro… O ICMS e a substituição tributária parece que existem para reforçar o mantra “Support your local brewery”. A minha escolha vai para as cervejas da Burgman, pois têm um excelente custo benefício, principalmente em São Paulo. Meu voto vai para a minha favorita desta cervejaria: Casa Nova!

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
Black Equinox (sazonal), Cervejaria Nacional. Paixão ao primeiro gole. Outra cerveja que merecia muito ser produzida novamente e novamente…

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Cervejaria Nacional, por ter sido o bar-fábrica que eu mais frequentei em 2014. Adoro as sazonais e seus nomes malucos, o cardápio e o clima do local.

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
Tasting Room da Wäls. Minha escolha foi para um dos lugares que mais frequentei em 2014. Gosto muito do atendimento, de toda aparência do lugar e dos detalhes que o tornam muito acolhedor. Sem sombra de dúvida um excelente lugar para ir aos sábados e levar os amigos. Ponto pra Minas!

9) Melhor cerveja caseira
A Sour Wit do Luis Marcelo da Sinnatrah, feita com limão capeta lá do Mercado Central de BH!

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Matilda, uma Belgian Pale Ale com Brettanomyces da Goose Island.

11) Melhor blog ou site cervejeiro
Eu gosto muito dos sites Craft Beer e Destino Cervejeiro.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Importada: Shawinigan Handshake, da Le Trou du Diable. Esse rótulo é muito impressionante! Nacional: Dama ESB.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
Petroleum e Petit Gateau com calda de redução de Petroleum servido no Jângal em BH!

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Festa da Confece. Apesar de ser um evento pequeno comparado com a grandiosidade do Festival Brasileiro de Blumenau (minha segunda escolha), o evento organizado pela Confece foi um dos mais divertidos de que participei este ano. Enorme variedade de cervejas, petiscos e boa música. Acho que o Slow Brew em Ribeirão também foi excelente.

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
A Ambev /Bohemia apostar no setor de cervejas artesanais e lançar 3 receitas com ingredientes brasileiros. Acredito que isso irá contribuir para expandir o mercado, já que muitos bares que possuem contrato de exclusividade com a Ambev poderão passar a vender Witbier, IPA e Blonde Ale.

16) Melhor fato cervejeiro
As medalhas ouro e prata da Wäls na Wolrd Beer Cup, sem sombra de dúvida.

17) Pior fato cervejeiro
Acho que a carga tributária continua sendo o pior fato de todos os tempos. A desunião do setor também é, e ver pessoas do mercado criticando publicamente através de redes sociais quem mais tem feito para o crescimento do setor sem o menor respeito é desmotivador e mostra o quão distante estamos de conseguir criar uma representação madura para defender os interesses do mercado.

18) Previsão cervejeira para 2015
Na verdade não é bem uma previsão, é mais um sonho/desejo de que se torne realidade o tal do “engajamento” das cervejarias artesanais brasileiras por meio da Abracerva. Por melhor ou pior que tenha sido a desenvoltura da associação este ano, ainda falta que muitas cervejarias saiam do falar que querem contribuir com o projeto e passarem a de fato fazê-lo. Sem essa união, a previsão para 2015 vai continuar nublada e sem muito crescimento sustentável para o setor. Nas cervejas, acredito que a utilização de madeiras para envelhecimento de cervejas e de novas receitas no estilo Sour devem continuar crescentes.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
Cerveja artesanal é simplesmente cerveja. Infelizmente temos que chamá-la de artesanal para ter que diferenciar do que a cerveja tem sido nas últimas décadas. Talvez o entendimento que cerveja (artesanal) seja uma bebida no qual ingredientes e técnicas sejam empregadas de forma a melhorar suas características (qualidades, sensorial, etc) em detrimento de reduzir o custo produtivo também seja uma boa explicação.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Marcelo Carneiro da Rocha, como presidente da Abracerva. Acredito que ninguém tenha se doado da mesma forma que o Marcelo (pessoalmente e financeiramente) para o mercado cervejeiro neste ano. Ainda falta muito para que a associação seja o que todos esperam dela e, embora haja críticas, poucos foram e são os que de fato se doaram para tentar fazer algo pelo setor.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Não votou.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja no Brasil?
Não, de forma alguma. A menos que se tenha vários projetos ainda é difícil viver só de cerveja artesanal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s