Andrea Calmon

AndreaCalmon

NOME: Andrea Bonavigo Calmon
IDADE:
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE: Rio de Janeiro (RJ)
FORMAÇÃO:  Sommelière de cervejas (Senac/Doemens), mestre em estilos (Siebel), especialização em harmonização (Siebel). gastrônoma (Universidade Estácio de Sá), administradora de empresas com especialização em Marketing (PUC-SP).
ATUAÇÃO NA CERVEJA: Ministra aulas na Associação Brasileira de Sommeliers/RJ sobre Conhecimento Básico da Cerveja para profissionais do vinho e associados, bem como na Escola Science of Beer no Rio de Janeiro para formação de sommeliers de cerveja nos temas harmonização entre cervejas e alimentos e elaboração de carta de cervejas. Sócia da distribuidora de cervejas Balkonn no Rio de Janeiro, blogueira do tema cervejas no site Elefante Verde e jurada em concursos no Brasil e no exterior.
BLOG/SITE: http://www.balkonn.com.br , http://www.elefanteverde.com.br/blog/rio-de-janeiro-rj/
TWITTER: http://twitter.com/balkonn
FACEBOOK: https://www.facebook.com/balkonncervejasespeciais
INSTAGRAM: http://instagram.com/balkonn

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Tupiniquim Saison de Caju. Tive a oportunidade de julgá-la no Chile e as pessoas da mesa ficaram maravilhadas com ela. Minha nota foi a maior de todos os jurados e a segunda maior nota foi de Gordon Strong (nota do blog: do Beer Judge Certification Program, ou BJCP).

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Wäls Niobium. Fiz um evento corporativo onde ela foi a sensação, principalmente para os apreciadores do uísque, que eram maioria ali e desejavam sabor marcante e teor alcoólico.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Bamberg Weizen, um clássico brasileiro!

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Bamberg Franconian Rhapsody, uma mistura perfeita entre Helles e Rauch.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
As cervejas da Evil Twin com certeza! Todas, mas a Imperial Biscotti Break é minha favorita!

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Fuller’s Frontier. Importada para o Brasil em 2014, a primeira Lager da inglesa Fuller’s, maturada por 42 dias, não poderia ser nada menos do que excepcional.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
As Saisons e as IPAS.

6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Apesar dos aumentos de preço no fim do ano, as Eisenbahn continuam imbatíveis neste quesito. Destaque para e 5 (Vienna), Pale Ale, Dunkel e Weizenbock.

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
Seasons Pacific, tem um drinkability excelente para o verão principalmente.

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Não viajei muito este ano por isso elejo o meu melhor do Rio: Botto Bar. O Empório Alto dos Pinheiros é o favorito em Sampa.

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
Botto Bar!

9) Melhor cerveja caseira
A Black Anthrax, Russian Imperial Stout com 17% ABV do Marlos Monçores, da AcervA Carioca, é estonteante.

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Certamente gostaria de muitas das gringas americanas… quase impossível escolher, mas pelo sucesso e escala já alcançadas, acho que a Stone IPA seria um estouro!!!

11) Melhor blog ou site cervejeiro
Bebendo Bem.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Os americanos matando a pau!!! Adoro os rótulos da Avery.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
As IPAS com comidas bem picantes e condimentadas, principalmente à moda tailandesa!

14) Melhor evento cervejeiro nacional
O Festival Brasileiro de Cervejas, em Blumenau (SC), continua imbatível.

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
O surgimento, com distribuição nacional, da cervejaria Tupiniquim, de Porto Alegre. As parcerias  foram um sucesso e as de produções próprias também ficaram fantásticas; elevaram o nível de quem quer competir neste mercado com excelência.

16) Melhor fato cervejeiro
As premiações da Wäls na World Beer Cup. Sem demérito às muitas (e repetidas) premiações de outras cervejarias brasileiras em concursos de igual nível na Europa, a conquista da Wäls abre portas para a presença de mais marcas nacionais ousadas no enorme e competitivo mercado americano. Para entender melhor o que isto significa, basta ler o que a americana Draft Magazine escreveu ao incluir a Wäls Belô Quadruppel entre as 25 melhores cervejas do ano lançadas nos EUA: “Early this year, Brazilian brewery Wäls did the unthinkable: It medaled twice in the World Beer Cup’s Belgian categories, beating out actual Belgian brewers. One of those beers was Belô Ipê, a Quad aged with cachaça-soaked wood chips, now exported to America and soon available at Wäls’ new San Diego satellite. With an unnoticeable 11% ABV, it’s by far the easiest-drinking booze bomb to hit shelves: an ultrasmooth swallow carries luscious raisins, sturdy toasted malts, black pepper, and a hint of spicy cachaça, creating a subtle Brazilian spin on the Old World style.”

17) Pior fato cervejeiro
Entra ano e sai ano a questão dos impostos no Brasil se repete como  o grande fato negativo. Em 2014 as constantes ameaças e adiamentos da revisão de pauta e do aumento de impostos trouxeram mais uma componente negativa: a instabilidade e as incertezas que os anúncios e adiamentos trouxeram para o mercado, travando investimentos e afastando novos investidores potenciais para o segmento cervejeiro.

18) Previsão cervejeira para 2015
A julgar pelo anúncios de correção cambial que tenderão a tornar as cervejas importadas menos competitivas em 2015, e pela quantidade de marcas nacionais de ótimo nível que cada vez mais chegam ao mercado desde 2012 e outras que ainda virão em 2015, acredito que veremos um aumento representativo da participação de  cervejas e chopes nacionais no mercado brasileiro. Entre as nacionais vejo o crescimento das local breweries (cervejas produzidas nos próprios Estados consumidores) como uma tendência cada vez mais forte.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
Embora difícil de fazer o corte, fico com a definição clássica de limite de volume de produção anual que, por si só, já restringe o uso de técnicas e processos para aumentar a produção, que em geral, requerem grandes investimentos e reduzem a qualidade do produto.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Ao montar a primeira cervejaria inteiramente brasileira nos EUA, os proprietários da Wäls e da Egisa, que forneceu todos os equipamentos da fábrica com tecnologia brasileira, deram um passo largo para colocar o Brasil no mapa mundial dos produtores de cervejas de alta qualidade em escala industrial. Não tenho dúvidas de que, se continuar a sede tributária no Brasil, outras cervejarias nacionais irão em breve seguir os mesmos passos. Mas os apaixonados que lutaram sempre por melhores condições, como Marcelo Carneiro da Rocha, sempre merecem cumprimentos.

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Como distribuidores-atacadistas, aconselhamos os cervejeiros que, em seus planos de negócio, incluam uma clara estratégia de distribuição como item de mesma relevância que os tradicionais matéria-prima, receita e processos de fabricação, gestão da marca, marketing e vendas. Vejo muitas cervejarias que não fizeram o trabalho correto de avaliação de sua distribuição – própria ou terceirizada , regional ou nacional – pagarem um alto preço por isto: crescimento pífio ou, nos casos mais extremos, risco de descontinuidade de um projeto muitas vezes bem executado nas outras disciplinas.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja artesanal no Brasil?
Acredito que sim. É preciso, no entanto, juntar um conjunto de competências em produto, fabricação, marketing, vendas e distribuição que poucos conseguem reunir hoje, particularmente em um País com custos financeiros tão altos e com tantas incertezas quanto ao crescimento do país e da sede tributária dos futuros governos.

Anúncios

Um pensamento sobre “Andrea Calmon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s