Carlos Henrique Braghin

CarlosHenriqueBraghin

NOME: Carlos Henrique Braghin
IDADE: 40
CIDADE E ESTADO EM QUE VIVE: Ribeirão Preto (SP)
FORMAÇÃO: Publicitário
ATUAÇÃO NA CERVEJA: Gerente do bar da Cervejaria Colorado (Cervejarium)
BLOG/SITE: não possui
TWITTER: http://twitter.com/chbraghin
FACEBOOK: http://facebook.com/carlos.braghin
INSTAGRAM: http://instagram.com/carlosbraghin

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Wäls Victorious Dubbel.

1a) Melhor IPA produzida no Brasil
Tupiniquim Extra Fancy IPA.

1b) Melhor Weissbier produzida no Brasil
Bamberg Weizen.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
DUM Jan Kubis.

3) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Brooklyn Black Ops.

4) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Harviestoun Òrach Slie.

5) Qual estilo de cerveja você mais bebeu no ano?
India Pale Ale (IPA).

 6) Qual cerveja tem a melhor relação custo x qualidade no mercado brasileiro?
Colorado Indica (IPA).

7) Melhor chope (nacional ou estrangeiro) à venda no Brasil
De Molen Moord & Brand Bourbon Barrel Aged, simplesmente fantástico.

8) Melhor bar/brewpub cervejeiro nacional
Vila Dionísio, em São José do Rio Preto e Ribeirão Preto.

8a) Em que local você tomou o chope mais bem tirado em 2014?
Empório Alto dos Pinheiros.

9) Melhor cerveja caseira
Cafuza Imperial Black IPA.

10) Melhor cerveja que ainda não chegou ao Brasil
Great Divide Chocolate Oak Aged Yeti.

11) Melhor blog ou site cervejeiro
Brejas.

12) Melhor design de rótulo de cerveja, nacional, importada ou caseira
Tupiniquim/Stillwater Clássica Tropical.

13) Qual sua combinação favorita de cerveja e comida?
Me agradam muito os defumados com Rauchbier, porém, o clássico carne vermelha + IPA sempre terá lugar de destaque em minha “dieta”.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
IPA Day, em Ribeirão Preto.

15) Qual foi a maior novidade cervejeira de 2014 (receita, cervejaria ou técnica)?
Em minha opinião as cervejarias Invicta e Tupiniquim merecem grande destaque pelas inovações em 2014.

16) Melhor fato cervejeiro
Talvez o fato do Brasil começar a se firmar como um país de boas cervejas, vale lembrar o Ouro da Wäls na World Beer Cup e de tantas outras premiadas no Mondial de la Bière, e mais, o despertar do interesse de várias boas cervejarias mundiais em “associar-se” ao Brasil como, por exemplo, a série da Mikkeller produzida em homenagem ao nosso país, isso sem contar a grande quantidade de cervejas colaborativas entres brasileiras e estrangeiras.

17) Pior fato cervejeiro
Talvez o pior fato cervejeiro seja a noticia sobre a “exclusão” do Brasil na distribuição da cervejaria norte-americana Founders.

18) Previsão cervejeira para 2015
O ano de 2015, em minha opinião, será de ajustes no cenário cervejeiro, com o crescimento do consumo. Houve também em 2014, em paralelo, um crescimento no número de cervejarias, onde muitas destas surgiram apenas seguindo a “onda”; assim, espero que em 2015 haja um melhor amparo (me refiro desde o âmbito profissional – dos profissionais envolvidos, até o fator tributário) ao setor, para que cada vez o Brasil possa se estabelecer no cenário mundial.

19) Para você, o que é cerveja artesanal?
Cerveja artesanal em minha visão é uma cerveja produzida com diferenciais endêmicos, com elementos oriundos da região onde é produzida, com o uso de produtos de pequenos produtores para, fundamentalmente, privilegiar sabores e aromas típicos.

20) Quem foi a pessoa que mais trabalhou pela cerveja brasileira em 2014?
Marcelo Carneiro da Rocha (Cervejaria Colorado) e Maurício Beltramelli (Bar e site Brejas)

21) Que experiência própria, profissional ou pessoal, você acha que poderia ser aplicada à cerveja artesanal?
Pode parecer retórica, mas o trabalho em equipe. Enquanto houver interesses distintos dentro do setor, haverá dificuldades, o setor precisa buscar um norte, canalizar os esforços em busca de um bem comum para o mesmo, enfim, trabalho em equipe.

22) É possível se sustentar trabalhando apenas com cerveja no Brasil?
Sim, acredito que sim, pois, mesmo com todas as dificuldades e um setor ainda carente de estruturação, há um crescimento e uma demanda latente, assim, com paixão, paciência e principalmente profissionalismo é possível se sustentar apenas com “cerveja” no Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s